Entenda por que o inox não enferruja

Entenda por que o inox não enferruja

Saiba por que o inox não enferruja nem oxida; descubra também quais são os tipos de aço inoxidáveis

Como muitos já sabem, o inox é uma material extremamente resistente, sobretudo quando o comparamos a outros tipos de materiais, como aço comum, alumínio, entre outros. Contudo, uma dúvida muito recorrente sempre vem à tona: por que o inox não enferruja? 

Definitivamente o aço inoxidável é um material que, além de possuir uma beleza singular, apresenta uma durabilidade diferenciada. Por esse motivo, seu uso vem se expandindo a cada dia, sendo comumente visto na fabricação de utensílios de cozinha, batentes, cofres, pias de cozinha, prateleiras, peças de automóveis, equipamentos e até mesmo como revestimento. 

O motivo para a popularização do inox tem relação com os benefícios que oferece, como o fato de não enferrujar e oxidar. 

Afinal, o inox não enferruja por quê?

O inox é uma é liga de ferro e crómio, que contém também níquel e outros elementos, cuja estrutura dá a esse tipo de material propriedades físico-químicas superiores aos aços comuns. 

A combinação desses elementos, sobretudo cromo e níquel, reage com o oxigênio, de modo a formar sobre a superfície do aço uma camada protetora estável, dando proteção à corrosão (óxidos e hidróxidos metálicos).

Entenda por que o inox não enferruja
Inox é extremamente resistente e versátil

Isto é, a formação desse filme protetor evita o processo corrosivo, agindo, assim, como uma barreira capaz de impedir o acesso do oxigênio e da água às camadas mais profundas do material.

Em contrapartida, o aço comum reage com o oxigênio, formando um filme instável que continua a se expandir pelo metal conforme o tempo passa. A cobertura conhecida como ferrugem fica, então,cada vez mais espessa, até que seja visível aos nossos olhos. 

Não à toa, pelo fato do inox ser capaz de resistir à ferrugem, sua vida útil é aumentada significamente. 

Inox: esqueça a oxidação

Como dissemos, o inox é um metal que não sofre oxidação, ou seja, ele não enferruja. Logo, o resultado é uma superfície mais lisa, com muito menos desgaste a longo prazo. 

Outro importante detalhe é que a baixa oxidação também significa que existem menos partículas de metal se desprendendo. Ou seja, o inox mantém-se mais estável, liso e bonito por um período mais longo que outros tipos de materiais. 

Tipos de aço inox

Além de saber por que o inox não enferruja, para trabalhar com esse tipo de material, é essencial conhecer também seus diferentes tipos. Entre os principais, podemos destacar os austeníticos, ferríticos e martensíticos.

O inox austenítico é um dos tipos mais usados, sobretudo pela sua praticidade de conformação, resistência em temperaturas extremas, ótima soldagem e boas propriedades mecânicas. Sendo parte da família 300, esse tipo de aço inox é comumente usado em revestimentos, tubulações e pias, por exemplo. 

Já o inox ferríticos apresenta um custo mais reduzido, à medida que sua resistência à corrosão fica mais limitada, aproximando-o ao aço comum. Podemos encontrar esse tipo de inox em eletrodomésticos e em talheres.

Por fim, o inox martensítico está entre os aços inoxidáveis mais resistentes e duros do mercado. Devido aos altos índices de carbono, esse tipo de inox pode ter sua resistência aumentada por meio do aquecimento. Sua aplicação é mais comum nas indústrias químicas e petroquímicas.

Entender por que o inox não enferruja ficou mais fácil

Então, lendo este artigo, fica mais fácil entender por que o inox não enferruja ao longo do seu uso. Os benefícios que esse tipo de material oferece de fato são muitos, o que acaba explicando perfeitamente os motivos da sua popularização e crescente demanda no mercado. 

Para ler mais conteúdo como este, fique atento ao blog da Montinox! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *